Família São Paulo

Familia Jousseph

Quando comecei a fazer esse tipo de trabalho, fotografando documentalmente famílias por 24hrs, não sabia o que isso representaria para mim.


Desde que meus filhos nasceram, sempre tento fotografar um pouco da nossa rotina e das nossas viagens. A máxima de que o tempo voa não é um clichê à toa. Fora o prazer que o ato de fotografar me proporciona, esses registros, de certa maneira, cimentam um pouco da nossa história no tempo. São a materialização do nosso afeto, do nosso amor e também das nossas faíscas, tudo junto e misturado.


Hoje tenho a oportunidade e o privilégio de, com o meu ofício, fazer parte também da história de pessoas incríveis, que dia-a-dia lutam as suas batalhas e constroem suas vidas.


O Will e a Pati abriram as suas portas para mim e o que era mais um dia "normal", uma sexta qualquer, rendeu um material incrível. Incrível porque genuíno, incrível porque verdadeiro, incrível. E o que eu entrego a eles é pálido em comparação ao que eu recebo em troca. Conhecer os amigos de perto, fazer novos amigos e aprender com as suas histórias é uma experiência reveladora.


Quando comecei a fazer fotografia documental de família não sabia que teria tamanha realização pessoal e profissional. Só tenho a agradecer. Valeu Will, Pati, Joca e Sami!


Ps - ontem nos vimos na escola dos meninos, me contaram que a sua cachorrinha, já muito velhinha quando fizemos as fotos, havia falecido. Que fiquem todas as boas lembranças que ela proporcionou à Família Jousseph durante toda a sua vida.